Livros

Escolha dos três, A

No segundo volume da série A Torre Negra, o pistoleiro Roland precisa encontrar companheiros para a sua jornada

– 14/06/2009

A ESCOLHA DOS TRÊS
The Dark Tower II: The Drawing of the Three
Stephen King
Tradução de Mário Molina
415 páginas
Objetiva, 2004


A escolha dos três é a continuação do livro O pistoleiro. Ao contrário de seu antecessor, o segundo volume da série A Torre Negra não é uma reunião de contos, mas um romance inédito. O Stephen King deste livro está mais maduro, e o seu estilo está mais próximo daquele que o consagrou como um dos mestres do terror.

Antes de iniciar a história propriamente dita, é apresentado ao leitor um brevíssimo resumo dos acontecimentos do volume anterior, o que é ótimo, pois ajuda a refrescar a memória.

Para continuar com a busca pela Torre Negra, Roland deve seguir as instruções do homem de preto, encontrar três figuras misteriosas: o Prisioneiro, a Dama das Sombras e a Morte.

Na praia do mar Ocidental, Roland luta contra um monstro parecido com uma lagosta gigante. Nesse combate, o pistoleiro perde dois dedos da mão direita e o dedão do pé direito, além de ficar doente. Ferido, com uma das mãos inutilizada para o manejo de armas e desesperado, Roland atravessa uma estranha porta que encontrou na praia para procurar pelo Prisioneiro.

Na Nova York da década de 1980, o pistoleiro encontra Eddie Dean, um viciado em heroína que está tentando entrar nos Estados Unidos com cocaína. Depois de ajudar Eddie no contrabandear e a enfrentar um chefão do tráfico (o confronto com Balazar irá render muitas cenas de ação e tiros para todos os lados), Roland parte em busca da Dama das Sombras atravessando outra porta na praia do mar Ocidental.

O pistoleiro está novamente em Nova York, desta vez na década de 1960. Lá encontra Odetta Holmes, uma jovem negra que perdeu as pernas num trágico acidente e que tem dupla personalidade. A segunda personalidade, Detta Walker, é maléfica ao extremo e tem a boca muito suja. É impressionante a quantidade de palavrões que ela consegue dizer numa única frase, além disso, é paranóica, acha que todos os homens, principalmente os brancos, querem estuprá-la. Detta irá causar muitos problemas para Roland e Eddie, principalmente para este último, que está apaixonado por Odetta.

Roland bastante enfraquecido pela doença, à beira da morte, atravessa a última porta em busca do último componente do grupo, a Morte, que se encontra na Nova York da década de 1970. O último componente tem relação com o trágico acidente de Odetta e a morte de Jake, o garoto que acompanhou Roland na perseguição ao homem de preto.

As coisas não estão fáceis para o pistoleiro, além da doença, dos problemas de seus companheiros (o vício das drogas, a dupla personalidade e o desejo de matar) e a culpa pelo destino de Jake, Roland deve superar as diferenças culturais, o que não é fácil para alguém que veio de um mundo onde não existe televisão, cinema, lanchonete nem farmácia. O primeiro contato do pistoleiro com os futuros companheiros foi a invasão da mente deles, o que permitiu a aquisição de novos conhecimentos e o controle temporário dos corpos. Mas isso não o impediu de cometer gafes, algumas engraçadas e outras perigosas, que poderiam comprometer a busca pela Torre Negra.

Depois de passar por fortes emoções, o leitor é presenteado com um posfácio que fornece uma breve prévia do que irá acontecer nos próximos volumes. A Escolha dos Três responde a poucas perguntas do volume anterior, além de acrescentar outras, mas deixa o leitor preparado para os próximos livros da série. Que venham As Terras Devastadas!

Deixe um comentário

Nome *




* Campos obrigatórios

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba atualizações do site

Powered by FeedBurner

 

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

 

 

Copyright © 2009 Literatsi. Todos os direitos reservados.
Powered by WordPress