Notícias

Envie o seu texto para a revista Eels

Eels é um revista literária no formato ebook cujo objetivo é incentivar e divulgar o trabalho de novos autores

– 30/11/2014
Ilustração de John Tenniel para o livro Alice no País das Maravilhas

Ilustração de John Tenniel para o livro Alice no País das Maravilhas.

Depois de um longo período de experimentações e aprendizado, finalmente o site Literatsi vai lançar a sua primeira revista: Eels, em que um dos objetivos é incentivar e divulgar o trabalho de novos autores. Aproveitando as facilidades de distribuição e alcance do suporte digital, a revista é uma das poucas no Brasil a utilizar o formato ebook. Vale ressaltar que a publicação é gratuita.

Com seis edições programadas para ano que vem, a Eels está recebendo contos, crônicas, poemas, resenhas e ensaios. A ideia é selecionar material para as seis edições. Havendo necessidade, novos processos seletivos serão realizados durante 2015.

A edição número 1 será lançada no final do mês de fevereiro. Para cada edição da Eels serão selecionados dois contos, dois poemas, duas crônicas, um ensaio e cinco resenhas.

 

Instruções para envio

1) Os interessados podem enviar até 2 textos diferentes, mas cada um deve se enviado separadamente. O texto deve estar no formato .RTF e ser enviado para [email protected]. Além do texto propriamente dito, o arquivo .RTF deve contém uma minibiografia do autor (limite 5 linhas). O envio do texto não implica na aceitação e publicação deste.

2) Contos, crônicas e poemas devem ter no máximo 10 mil caracteres, incluindo espaços em branco. Já ensaios, 20 mil caracteres. E por fim, resenhas tem o limite de 4 mil caracteres.

3) Os autores de textos selecionados não pagarão qualquer quantia pela publicação nem receberão qualquer pagamento. Os direitos autorais do material publicado continuam pertencendo a seus autores.

4) Os textos enviados são de total responsabilidade de seus remetentes. A revista Eels não se responsabiliza por qualquer caso de plágio ou disputa autoral envolvendo terceiros. Cabe apenas ao remetente responder às acusações e sofrer as punições daí decorrentes.

5) O prazo de envio de textos se encerra no dia 5 de janeiro de 2015.

6) O não cumprimento de qualquer item acima resulta na desqualificação do material enviado.

7) Ao enviar o texto, o remetente aceita e concorda com os itens acima.

 

Siga a revista Eels no Twitter e no Facebook.

Comentários (9)
  1. Amador Madalena Maia

    12 de dezembro de 2014 - 06:26

    Outros formatos são mais comuns.
    Será que o texto pode ser enviado no formato Word?

  2. Amador+Madalena+Maia

    12 de dezembro de 2014 - 06:27

    Legal.

  3. Luiz Fernando Cardoso

    15 de dezembro de 2014 - 11:39

    Amador,

    Você pode usar o Word para converter o seu arquivo no formato RTF. Prefiro esse formato, pois ele é mais prático e consigo abri-lo com outros programas e versões do Word.

  4. Miguel Bernardi

    31 de dezembro de 2014 - 19:41

    Olá, equipe Eels. Enviei um conto para vocês, no gênero fantasia-terror. Junto dele, no mesmo arquivo .rtf, enviei a minibiografia. Gostaria de saber se é necessário que eu enviei informações tais como RG, endereço, etc… Além disso, existe alguma previsão para o resultado da avaliação?

    Grato.

  5. Luiz Fernando Cardoso

    01 de janeiro de 2015 - 14:44

    Miguel,

    Só a minibiografia mesmo, nada de RG nem endereço. A data do resultado da seleção será divulgada no dia 7 de janeiro.

  6. Amador Madalena Maia

    01 de janeiro de 2015 - 19:41

    Bom dia Senhores.
    Gostaria de saber se a minha poesia foi aprovada para participar.

  7. Helloise

    04 de janeiro de 2015 - 10:43

    Bom dia! Para a categoria resenha, pode ser resenha de livros, filmes, animes, qualquer coisa e de qualquer gênero? Obrigada!

  8. Helloise

    04 de janeiro de 2015 - 21:35

    Favor desconsiderar comentário anterior.

  9. Ivone Boechat

    24 de junho de 2015 - 11:57

    Para quem tem mais de 65 anos

    Ivone Boechat (autora)

    1 – Tome posse da maturidade. A longevidade é uma bênção! Comemore! Ser maduro é um privilégio; é a última etapa da sua vida e se você acha que não soube viver as outras, não perca tempo, viva muito bem esta. Não fique falando toda hora: “estou velho”. Velho é coisa enguiçada. Idade não é pretexto para ninguém ficar velho. Engane a você mesmo sobre a sua idade, porque os psicólogos dizem que se vive de acordo com a idade declarada!

    2 – Perdoe a você antes de perdoar os outros. Se você falhou, pediu perdão? Deus já o perdoou e não se lembra mais. Mas você fica remoendo o passado… Não se importe com o julgamento dos outros. Só há dois times no Universo: o do Salvador e o do acusador. Neste último você sabe quem é goleiro. Continue no time do Salvador.

    3 – Viva com inteligência todo o seu tempo. Viva a sua vida, não a do seu marido, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos… Nem viva só pra eles, viva pra você também. Isto se chama amor próprio, aquilo que você sacrificou sempre! Nunca viva em função dos outros. Faça o seu projeto de vida!

    4 – Coma muito menos; durma o suficiente; não fique o dia inteiro, dormindo, dando desculpa de velhice. Tenha disciplina. Fale com muita sabedoria. Discipline sua voz: nem metálica, nem baixinha; seja agradável!

    5 – Poupe seus familiares e amigos das memórias do passado. Valorize o que foi bom. Experiências caóticas, traumas, fobias, neuroses, devem ser tratadas com o psicoterapeuta. Não transforme poltrona em divã, ouvido em descarga.

    6 – Não aborreça ninguém com o relatório das suas viagens. Elas são interessantes só pra quem viaja. Ninguém aguenta ouvir os relatórios e ver fotografias horas e horas. Comente apenas o destino e a duração da viagem, se alguém perguntar. Aprenda a fazer uma síntese de tudo, a não ser que seus amigos peçam mais detalhes. Se alguém perguntar mais alguma coisa, seja breve.

    7 – Escolha bons médicos. Não se automedique. Não há nada mais irritante do que um idoso metido a receitar remédio pra tudo o que o outro sente. Faça uma faxina na sua farmácia doméstica.

    8 – Não arrisque cirurgias plásticas rejuvenescedoras. Elas têm prazo curto de duração. A chance de você ficar mais feio é altíssima e a de ficar mais jovem é fugaz. Faça exercícios faciais. Socorra os músculos da sua face. Tome no mínimo oito copos de água por dia e o sol da manhã é indispensável. O crime não compensa, mas o creme compensa!

    9 – Use seu dinheiro com critério. Gaste em coisas importantes e evite economizar tanto com você. Tudo o que se economizar com você será para quem? No dia em que você morrer, vai ser uma feira de Caruaru na sua casa. Vão carregar tudo. Não darão valor a nada daquilo que você valorizou tanto: enfeites, penduricalhos, livros antigos, roupas usadas, bijuterias cafonas, ouro velho… prataria preta, troféus encardidos, placas de homenagens. Por que não doar as roupas, abrir um brechó ou vender todas as suas bugigangas, apurar um bom dinheiro e viajar?

    10 – A maturidade não lhe dá o direito de ser mal educado. Nada de encher o prato na casa dos outros ou no self-service (com os outros pagando); falar de boca cheia, ou palitar os dentes na mesa de refeições (insuportável).

    11 – Só masque chiclete sem testemunhas. Não corra o risco de acharem que você já está ruminando ou falando sozinho.

    12 – Aposentadoria não significa ociosidade. Você deve arranjar alguma ocupação interessante e que lhe dê prazer. Trabalhar traz muitas vantagens para a saúde mental, além do dinheiro extra para gastar, também com você.

    13 – Cuidado com a nostalgia e o otimismo. Pessoas amargas e tristes são chatíssimas, as alegres demais, também. Elogie os amigos, não fique exigindo explicações de tudo. Amigo é amigo.

    14 – Leia. Ainda há tempo para gostar de aprender. A maturidade pode lhe trazer sabedoria. Coloque-se no grupo sempre pronto para aprender. Não se apresente em lugar nenhum dizendo: sou muito experiente!

    15 – Não acredite nas pessoas que dizem que não tem nada demais o idoso usar roupas de jovens, cuidado. Vista-se bem, mas com discrição. Cuidado com a maquiagem, se for pesada, você vai ficar horrível.

    16 – Seja avó do seus netos, não a mãe nem a babá. Por isso nem pense em educá-los ou comprometer todo o seu tempo com as tarefas chatas de ir buscar na escola, levar a festinhas, natação, inglês, vôlei… Só nas emergências. Cuidado com aquela disponibilidade que torna os outros irresponsáveis.

    17 – Se alguém perguntar como vão seus netos, não precisa contar tuuuuuuuudo! Evite discorrer sobre a beleza rara e a inteligência excepcional deles. Cuidado com a idolatria de neto e o abandono dos filhos casados…

    18 – Não seja uma sogra chata. Nunca peça relatório de nada. Seu filho tem a família dele. Você agora é parente! Nunca, nunca, nunca mesmo, visite seus filhos sem que seja convidado. Se o filho ligar pra você, não diga: ah! lembrou finalmente da sua mãe? É melhor dizer: Deus o abençoe meu filho.

    19 – Cuidado em atender ao telefone: se a pessoa perguntar como você vai e você responder “estou levando a vida como Deus quer”; “a vida é dura”; “estou preparando a partida”; “estou vencendo a dureza”; você vai ver que as ligações dos amigos e dos parentes vão rarear, cada vez mais.

    20 – A maturidade é o auge da vida, porque você tem idade, juízo, experiência, tempo e capacidade para se relacionar melhor com as pessoas. Então delete do seu computador mental o vírus da inveja, do orgulho, da vaidade, promiscuidades, cobranças, coisas pequenas e frustrantes para tomar posse de tudo o que você sempre sonhou: a felicidade.

    Extraído do livro Educação-a força mágica de Ivone Boechat

Deixe um comentário

Nome *




* Campos obrigatórios

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba atualizações do site

Powered by FeedBurner

 

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

 

 

Copyright © 2009 Literatsi. Todos os direitos reservados.
Powered by WordPress